Animação linda mostra a vida como um jogo

No clip é um curta de animação que mostra a vida como um jogo.

Algo que você não consegue controlar, mas…tem cheatcodes! hahahaah excelente!

Noclip de Eva Figueroa López no Vimeo.

Super Mario PARKOUR!

Parabéns aos envolvidos!

Ficou ESPETACULAR!

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

Beyond: Two Souls – um filme interativo

A lembrança é fresca: eu, sentado na sala de minha casa, assistindo TV e imaginando “caramba, como seria MASSA se existisse um filme que a gente pudesse ir controlando os atores durante as cenas”.
Na mesma hora olhei para meu Atari® e pensei que talvez fosse isso que o videogame fazia, mas não era.

É essa ânsia que a Quantic Dream busca preencher com seus trabalhos, e Beyond: Two Souls não desaponta.

- O que é?

Pra você que não acompanha o blog e não viu esse post AQUI, Beyond: Two Souls é o mais recente trabalho da Quantic Dreams, é um título lançado para o PlayStation 3 em outubro do presente ano; e uma das melhores experiências interativas que você terá, ou não.

Evitei e usar as palavras “game” ou “jogo” justamente por que é aí que residem as divisões acerca de Beyond: Two Souls.

- Beyond: Ame-o ou deixe-o

Basta uma rápida olhada no Metacritic para perceber que Beyond consegue obter críticas de nota máxima, sob louvores de “Obra-prima”, como despertar avaliações com notas ínfimas, abarcando comentários como “incrivelmente chato”.

Até mesmo grandes portais norte-americanos não chegam a um consenso quanto ao jogo, o IGN deu nota 6,0 e o classificou como “Ok”, já o GameSpot deu nota 9,0 e o intitulou de “Soberbo”.

Mas afinal, o que diabos causa esse partidarismo?

Que nota será que eu mereço?

- Beyond NÃO é um jogo

Wait…WHAT?

É isso mesmo. Beyond: Two Souls é qualquer coisa, menos um jogo de videogame, ou não é apenas um jogo de videogame.
CONTINUE LENDO »

3 dicas pra animar o final de semana


#1 – The Last of Us: Piano e Piano+Ocarina 

Dois vídeos com uma das minhas trilhas preferidas do jogo The Last of Us. A música chama-se “All Gone (No escape)” e, apesar de parecer simples, é bastante densa. Confiram, pois é linda!

-Piano-

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

-Piano+Ocarina-

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

postdiv

#2 – Tiny Thief

A segunda é um excelente jogo para tablet chamado Tiny Thief.
O jogo é desenvolvido pela 5 Ants e é publicado por ninguém menos que a Rovio, a criadora dos Angry Birds.

Screenshot_2013-10-26-11-06-05

O jogo é um point and click divertidíssimo, com um visual que não decepciona nem nos maiores tablets (não fica a tela “esticada”). CONTINUE LENDO »

Um Mickey bonito e divertido

Desde pequeno, dentre os personagens da Disney®, Mickey sempre fora o meu menos querido.

Esse quadro só veio a mudar quando joguei Kingdom Hearts  e, mais recentemente, com o remake de Castle of Illusion – Starring Mickey Mouse.

O jogo, originalmente para MegaDrive, foi refeito e remodelado, sendo lançado na Playstation Network no dia 3 de setembro de 2013 e na Xbox Live um dia depois.

8651667213_c0df91a747

Olha “W” ali no chão ;)

- O REMAKE:

Remakes de jogos, geralmente, passam uma mensagem geral de “POR QUÊ?!”. Mas esse conseguiu me deixar verdadeiramente feliz com o jogo.
Diferentemente do remake de DuckTales: RemasteredCastle of Illusion nos presenteia com uma visão em 3ª pessoa dentro do castelo e outras situações dentro do jogo, também com uma modelagem em 3D completa de todo o cenário e inimigos. CONTINUE LENDO »

Indie Games pro ano todo

Indie Game é, como o próprio nome indica, aquele jogo desenvoldido individualmente, sem o apoio de uma distribuidora de games; o que torna, na maioria das vezes, livre para inovar.

Se você não conhece indie games (deveria!) ou se conhece e quer conhecer mais, um canal no youtube teve uma ideia fantástica, nas próprias palavras do criador: “365 Indies que você deve jogar” é um projeto ambicioso com o objetivo de compor um glossário com 365 games independentes que, de alguma forma, foram importante para esse nicho.

Veja aqui um vídeo de apresentação do canal:

CONTINUE LENDO »

A palavra é: MUNCHKIN!

Munchkin, no linguajar gamer do exterior, significa uma pessoa que mesmo em um jogo não-competitivo (um RPG, por exemplo) joga de maneira agressiva, obtendo o maior número de kills, maior quantidade de lootskills, não se importanto em comprometer a história, a narrativa ou a experiência do jogo como um todo.

Resumindo: Munchkin é aquele jogador PÉ NO SACO!

Eis então que um indivíduo idolatrado por vários nerds chamado Steve Jackson resolve criar um jogo de cartas com justamente esse pensamento em vista; eis que com as ilustrações de John Kovalic, surge o divertidíssimo MUNCHKIN.

20130922_005214

- O que é?

Não é um jogo novo, em 2001 ele já ganhava o Origins Award . Fazendo jus à origem da palavra, Munchkin é um RPG ultra simplificado (agradando até quem não tem o menor saco pra esse tipo de jogo). Nele, os jogadores devem “chutar portas”, podendo se deparar com um monstro ou um tesouro.
Cada jogador poderá equipar itens para aumentar seu poder de ataque e acumular maldições para atrapalhar os demais.

Jogo-Munchkin-foto4

fonte: Galápagos Jogos

- Quantos jogam? CONTINUE LENDO »

Game of Thrones 8 bits!

titulo (1)

Que tal um Game de Game of Thrones? leonardo-dicaprio-inception-wallpaper-126975 CONTINUE LENDO »

Sep 13, 2013

Stuck In The Sound – Let’s Go

Pra finalizar a sexta-feira e inciar o final de semana, uma música muito boa e um clipe que tem tudo a ver com o blog!

Se não entendeu a relação entre os dois é por que não viu até o final, ASSISTA!

Dica super valiosa do valoroso Mauri Kanagawa!

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

Pages:123456»